Nós não fomos embora de Chernobyl | O resto do mundo não nos aceita

3 Просмотры
Издатель
Eu, minha mãe, minha irmã e meu irmão moramos perto de Chernobyl, onde uma terrível tragédia aconteceu em 1986. Foi uma explosão nuclear que matou muita gente e mudou muitas vidas.
Naquele dia, quando a tragédia aconteceu, minha mãe tinha 6 anos e morava naquela casa, onde moramos agora. É na periferia de Chernobyl. Meu pai tinha 10 anos, não teve tanta sorte, ele morava em Chernobyl. Por isso, ele ficou doente por causa da radiação a vida toda e morreu aos 43 anos.
Claro, a saúde da mamãe também sofria com a radiação. Por isso, ficamos bastante confusos sobre como ela conseguiu dar à luz a três filhos.
Você, provavelmente se pergunta por que ainda estamos morando aqui? Honestamente, tentamos sair da Zona de Exclusão e viver uma vida normal em algum lugar distante daqui, mas foi um grande fracasso. Bem, eu ainda conheço algumas pessoas, que de alguma forma conseguem se encaixar na sociedade.
O fato é que “as crianças de Chernobyl" têm mutações genéticas. Por exemplo, minha tireóide não desempenha suas funções.
Você pode ver o tamanho dos meus olhos.? Eles não estão assustados ou surpresos. Isso é influência da minha tireóide. Eu tenho que tomar remédios o tempo todo, senão posso morrer.
Mas acho que tenho esses olhos não apenas por causa da doença. Eu posso enxergar no escuro. Então, quando estou na escuridão, não entro em pânico e não fico tentando encontrar a lanterna.
Esse poder extra já salvou eu e meu irmão, quando nos perdemos na floresta. Naquele dia, fomos à cidade comprar comida, mas no caminho para casa nosso ônibus quebrou e tivemos que ir andando.
Decidimos pegar um atalho. Não percebemos que perdemos a estrada até que o sol se pôs. Meu irmão ficou assustado. Mas peguei sua mão e o trouxe de volta para casa.
Minha irmã também tem uma mutação. Ela nasceu com três braços, mas é difícil chamá-la de deficiente, porque sua terceira mão é mais rápida e mais forte do que as outras duas.
Isso a torna uma assistente indispensável na cozinha. Ela pode fatiar muitos vegetais em apenas um minuto.
Meu irmão é o caçula de nossa família. Meus pais esperavam que ele não se tivesse nada. Mas, apesar das nossas expectativas, ele nasceu com seis dedos em cada mão, ou seja, ele tem 12 dedos nas duas mãos no total.
Além disso, ele é um homem-ímã, ele é capaz de magnetizar e segurar objetos de metal com seu corpo.
Sua superpotência geralmente nos ajuda a encontrar jóias de ouro perdidas e outros pequenos objetos de metal.
Agora você entende por que simplesmente não podemos viver em uma sociedade normal? Ninguém nos aceitaria. Para eles, somos mutantes, exilados. É melhor ficarmos aqui em nosso mundo.
Além disso, não somos os únicos que decidiram ficar na Zona de Exclusão. Também há dez ou mais famílias morando aqui. Portanto, nunca nos sentimos sozinhos ou entediados.
Obviamente, metade dos nossos vizinhos são alguns idosos que acham difícil mudar alguma coisa em suas vidas, mas também existem jovens que simplesmente “não se encontraram” fora daqui.
Temos sorte. Há um enfermeiro entre nós que pode nos ajudar se não nos sentirmos bem.
Há também um professor que nos fornece conhecimentos básicos do programa escolar. Então, todos sabemos ler, contar e escrever. Também sabemos algo de geografia e anatomia.
Por alguma razão, muitas pessoas pensam que vivemos uma vida pobre e até passamos fome quando descobrem a nossa existência. Mas isso não é verdade.
Por exemplo, eu faço shows em programas com meus irmãos. Você se lembra dos nossos poderes? Então, nos apresentamos uma vez por semana à noite. E em apenas uma hora cada um de nós ganha mais do que, por exemplo, um funcionário de um escritório faz em um mês de trabalho.
Além disso, os jornalistas costumam vir até nós e também nos pagam pelas entrevistas.
Economizamos a maior parte do dinheiro que ganhamos e esperamos construir uma vila de chalés com sua própria infraestrutura no futuro.
Às vezes, existem alguns visitantes que não foram convidados, é claro. E não ficamos felizes em vê-los, porque geralmente vêm com más intenções.
Uma vez acordei de noite e ouvi um barulho atrás da janela. Acordei minha mãe e com um sistema de alerta especial acordei os vizinhos. É um tipo de tubo que passa por todas as casas da nossa vila.
Em alguns minutos, os homens que moravam conosco pegaram vários rapazes.
Era um grupo de jovens cientistas genéticos que descobriram a nossa existência e queriam fazer experimentos sobre nós e colher amostras de DNA. Mas eles mandados embora. Nós não somos ratos de laboratório ou algo assim.
Mas esses cientistas genéticos eram teimosos. Eles decidiram voltar, mas nossos homens conseguiram convencê-los a não voltar mais.
Você sabe, este não é o primeiro, nem mesmo o décimo caso de tentativa de cientistas invadindo nossas vidas. Vou te dizer honestamente, isso é terrivelmente irritante. Que direito eles têm de violar nossas fronteiras?
Категория
Чернобыль
Комментариев нет.